Blog do Departamento de Juventude da Aliança Evangélica Portuguesa

terça-feira, 24 de abril de 2007

O verdadeiro amor vencerá!


Este é o tema que a COMACEP (Comissão para a Acção Educativa Evangélica nas Escolas Públicas) promove para o próximo ano lectivo (2007 / 2008), através da disciplina de Educação Moral e Religiosa Evangélica (EMRE).
Esta é uma disciplina facultativa, leccionada há 17 anos (do 1º ao 12 º ano), não sendo apenas dirigida a estudantes evangélicos. Muito mais do que isso, é um espaço que pretende enriquecer a formação pessoal, educar para os valores e fortalecer uma formação cívica, consciente e responsável. Tudo isto através de uma forma lúdica e criativa.
Neste último ano lectivo (2006 / 2007) a disciplina de EMRE esteve em funcionamento em 217 escolas públicas (em todo o país, incluindo ilhas), com 219 turmas, envolvendo 1934 alunos e 150 professores.

Actividades que dinamizam toda a escola
EMRE é muito mais do que uma aula semanal! É tempo para marcar a diferença, reflectir, encontrar respostas para os dilemas e debater de uma forma esclarecida temáticas actuais e pertinentes.
Além de um tempo curricular semanal (aulas de 45 minutos), os professores têm a oportunidade de realizar diferentes actividades paralelas que acabam por envolver toda a população escolar.
Entre essas actividades destacamos o Campeonato Mundial do balde de água, concertos de música cristã (nomeadamente hip hop), acampamentos, a distribuição gratuita do Livro de Vida e do filme Jesus nas suas diferentes versões, o Dia da Disciplina, campanhas de solidariedade, exposições de fotografia e de artesanato, projecção do filme “Godman”, debates sobre o aborto, educação para a sexualidade baseada num curso com DVD (Focus Family) e muitas outras, de acordo com a disponibilidade e criatividade do professor.

Todas as escolas devem oferecer a disciplina?
Todas as escolas devem oferecer nos seus boletins de matrícula a opção de inscrição na disciplina, mesmo que ela nunca tenha funcionado nas suas instalações.
Sempre que existirem 10 ou mais alunos inscritos, a escola necessariamente constituirá pelo menos uma turma. No entanto, mesmo que este número seja inferior, é sempre possível faze-lo como actividade de enriquecimento curricular. Nestes casos, a escola (ou os encarregados de educação) deverão contactar a COMACEP, para esta tentar destacar um professor, nem que seja apenas para dar aulas a um aluno.
A inscrição na disciplina é feita no período normal de matrículas (Maio / Junho). Neste caso, os encarregados de educação deverão fazê-lo no campo relativo à Educação Moral e Religiosa e assinalar com uma cruz (X) a opção Sim (X) e explicitar na linha destinada à confissão religiosa, a palavra Evangélica. No caso de renovação de matrícula, quando o processo ocorre por via informática, terá sempre de ser facultado o direito de opção na disciplina.
Vale a pena experimentar uma disciplina tão cativante como esta… e acreditar que “O verdadeiro Amor vencerá!”…

A Presidente da Direcção da COMACEP,
Isabel Pinheiro.

3 comentários:

LCalaim disse...

Eqt estudante do secundário, foi brutal ter participado durante 4 anos nas aulas de EMRE.
Foi uma oportunidade de testemunho brutal!

JOINCANTO disse...

A minha filha participa regularmente na disciplina de EMRE e tem gostado bastante. A aula tem criado oportunidades para ela falar de Jesus e de convidar colegas descrentes para conhecerem o "verdadeiro amor".

Continuem!

Júnior disse...

Este cartaz está o melhor destes ultimos anos, muito bom. Parabéns!